Equipe ED Brasil nas instalações integradas no campus da expansão da Fiocruz

Membros do Comitê Comunitário de Jurujuba em visita ao insetário da Fiocruz 

Estudantes conhecem larvas e pupas dos mosquitos Aedes aegypti com Wolbachia durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015

Scott O'Neill, coordenador do programa internacional 'Eliminar a Dengue: Desafio Brasil', em visita à Associação de Moradores de Tubiacanga, no Rio de Janeiro, um dos bairros que recebe o projeto no Brasil

O início da fase de estudos de campo com a liberação de mosquitos Aedes aegypti com Wolbachia foram iniciados em Tubiacanga em setembro de 2014

Eliminar a Dengue: Desafio Brasil

Inicia a fase de expansão do Eliminar a Dengue: Desafio Brasil

O Eliminar a Dengue: Desafio Brasil dá início a fase de expansão em larga escala pelos bairros de Charitas, Preventório, São Francisco e Cachoeira, todos no município de Niterói, onde vivem cerca de 20 mil pessoas.

A escolha dos quatro bairros da região de Praia de Baía em Niterói dá continuidade ao processo iniciado em Jurujuba. Em seguida, a fase de expansão do Projeto chegará, ainda em 2017, a outros bairros de região de Praia de Baía e da Região Oceânica, além de áreas do município do Rio de Janeiro.

Participe!

Seja você também nosso aliado nesse desafio:

A equipe de Engajamento Comunitário já está atuando nos quatro primeiros bairros de Niterói. Se você é morador dessas áreas e gostaria de ter mais informações ou esclarecer dúvidas, entre em contato com o Projeto através do e- mail eliminaradengue@fiocruz.br ou pelos telefones (21) 3882-9265 e 99643-4805, inclusive com ligações a cobrar, de segunda a sexta-feira, nos horários de 9h às 17h.

--

Trazido ao país pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e apoiado pelo Ministério da Saúde, o projeto ‘Eliminar a Dengue: Desafio Brasil’ é uma iniciativa internacional sem fins lucrativos que estuda uma abordagem inovadora para reduzir a transmissão do vírus da dengue pelo mosquito Aedes aegypti de forma segura, natural e autossustentável. O projeto propõe o uso de uma bactéria que existe naturalmente em mais de 60% dos insetos, chamada WolbachiaQuando inserida no Aedes aegypti, ela é capaz de reduzir a transmissão da dengue pelo mosquito. Esta característica foi descoberta por pesquisadores do programa internacional 'Eliminar a Dengue: Nosso Desafio' com a participação do pesquisador da Fiocruz Luciano Moreira, que lidera o projeto no Brasil.

Conheça os depoimentos em vídeo de moradores de bairros parceiros do projeto:

O programa ‘Eliminar a Dengue’ é uma estratégia de longo prazo que, se for bem sucedida, poderá beneficiar um número estimado de 2,5 bilhões de pessoas – ou seja, dois quintos da população mundial que, atualmente, vivem em áreas de transmissão da doença. O método poderá reduzir de forma significativa a dependência em relação às estratégias convencionais de controle do mosquito, como o uso de inseticidas, e será totalmente compatível com uma vacina, uma vez desenvolvida.

Em maio de 2016, os pesquisadores do projeto 'Eliminar a Dengue: Desafio Brasil' publicaram um estudo científico em que descrevem a ação da bactéria Wolbachia também sobre o vírus Zika.  

Confira o desenho animado que resume as atividades do programa internacional 'Eliminar a Dengue: Nosso Desafio': 

 

Menu